Atelier aberto: o mundo sonoro, com Igor Reyner

Peço desculpas pela má qualidade das fotos dessa vez. Alguém esqueceu a câmera em casa.

Igor falou para nós de alguns aspectos do processo criativo dele, e sobre expressões da escuta na  literatura, especialmente na obra de Marcel Proust. Falou também das perversões da escrita – o trabalho sempre interdisciplinar do artista.

1

Escritos e anotações, edições.

2

 

Os calhamaços do mestrado.

3

 

11

Algumas notas.

“Experiência: cria ferramentas, torna o trabalho menos restrito. Na experiência você não perde o que já tem”

“A gente tem que escrever para expandir”.

4

“Literatura: a palavra certa no lugar certo”

“Encontrar o estilo. Dizer da forma correta”

5

A escrita esquematizada.

6

 

7

8

Notas para o princípio.9

O caldinho de sempre (cará + alho para as perversões).

12

E a conversa de atelier:

10

Igor Reyner é pianista e mestre em música pela UFMG. Estuda Marcel Proust, Pierre Schaeffer e as interações entre escuta e literatura. Redator de notas de programa da Filarmônica de Minas Gerais, é professor de piano e redação científica. Setembro próximo, inicia seu projeto de doutoramento “A musicalidade generalizada de Pierre Schaeffer e a natureza aural de À la recherche du temps perdu” no King’s College London.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *