Ateliê aberto Renato Negrão – textos de Henry Pablo

Ao longo da semana postaremos textos produzidos no ateliê aberto do Renato Negrão.

Os primeiros são do Henry Pablo:

 

Alameda de olhares frios

Esqueletos de árvores enfeitam o caminhar. Pessoas passam apressadas. Em ambos os lados, 

caixas espelhadas com volumetria parecida me observam. Caminho olhando-me nos prédios. 

Perco as pessoas. Perco o calor de seus corpos. Perco a oportunidade. Acho que sou frio. 

Meu esqueleto é frágil, é árvore em movimento pela cidade.

 —

Frio fora. Quente dentro.

Frio fora sou descrente.

Frio fora. Sou espelho.

Frio fora. Movimento.

Quente fico quando digo

Que fui frio outrora.

Fico frio quando digo

Que a aurora é apenas

Nuvem.

 —

Plantei geladeiras enferrujadas

No canteiro central da avenida.

Periodicamente, corto os espelhos

Que nascem das árvores e os transformo

Em fertilizante para as geladeiras

Que plantei.

Henry Pablo é ator e assistente de direção. Formado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade & Propaganda, e em Jornalismo pela Faculdade Estácio BH. Atualmente, trabalha como Freelancer no atendimento de demandas de comunicação de clientes variados. Como Ator foi integrado a Querida Companhia em Janeiro de 2013, participando do espetáculo “Alice ao Avesso”. E desde então, tem trabalhado como assistente de direção na Casa do Ator _ Stúdio de Treinamento e Arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *