Ateliê aberto – Pablo Lobato: O que o barro quer

Ateliê aberto com Pablo Lobato! Vagas limitadas!

Inscrições em: estrategiasnarrativas@gmail.comcartaz pablo lobato

 

Pablo Lobato (Bom Despacho, Brasil, 1976; vive em Belo Horizonte) trabalha com diferentes meios como cinema, fotografia, instalação, site specific e objeto. Antes de ter as artes visuais como principal campo de atuação, seu trabalho concentrou-se no cinema. Foi um dos criadores da Teia – Centro de Pesquisa e Produção Audiosivual, com sede em Belo Horizonte desde 2002. Realizou o longa-metragem Acidente, premiado como melhor Doc Ibero-Americano em Guadalajara, México (2007). Foi bolsista da Fundação John Simon Guggenheim, NY (2009). Entre suas últimas exposições incluem, Bienal de Sharjah, UAE (2013); The Storytellers, Stenersen Museum, Oslo (2012); Panorama da Arte Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo (2011); e O Desejo da Forma:
Neoconcretismo and Contemporary Art from Brazil, Akademie der Künste, Berlin (2010). Graduado na Faculdade de Comunicação e Artes – PUC Minas. Especializou-se em Cinema – PUC Minas/UFMG. Estudou fotografia na Escola Guignard – UEMG.

 

Sobre “o que o barro quer”, Pablo nos enviou essa imagem de um poema do Leminski:

o que o barro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *