Ateliê aberto: Conheci essa palavra pessoalmente, com Julia Panadés.

Receberemos a querida Julia Panadés na quinta-feira dia 05 de setembro! Para saber/ver/ler mais do trabalho dela, visitem: http://juliapanades.net/ Julia Panadés escreve e desenha. Trabalhou como professora, lecionou Desenho e Criação em cursos universitários. Faz doutorado em Estudos Literários na Faculdade de Letras da UFMG, é mestra em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da mesma universidade, e formada … Read More

Jogos literários, com Jacques Fux

Na quarta-feira dia  24 de julho recebemos Jacques Fux para falar de suas pesquisas e suas escritas. Jacques é formado em matemática, é mestre em Ciência da Computação e Doutor em Literatura Comparada pela UFMG e Docteur em Langue, Littérature et Civilisation Françaises pela Université de Lille 3. Jacques Fux é  Pesquisador Visitante na Universidade de Harvard (2012/2014) e Pós-doutorando … Read More

Atelier aberto: o mundo sonoro, com Igor Reyner

Peço desculpas pela má qualidade das fotos dessa vez. Alguém esqueceu a câmera em casa. Igor falou para nós de alguns aspectos do processo criativo dele, e sobre expressões da escuta na  literatura, especialmente na obra de Marcel Proust. Falou também das perversões da escrita – o trabalho sempre interdisciplinar do artista. Escritos e anotações, edições.   Os calhamaços do … Read More

O mundo sonoro, com Igor Reyner.

Ateliê aberto! Vagas limitadas! Quinta-feira, 27/06! Igor Reyner é pianista e mestre em música pela UFMG. Estuda Marcel Proust, Pierre Schaeffer e as interações entre escuta e literatura. Redator de notas de programa da Filarmônica de Minas Gerais, é professor de piano e redação científica. Setembro próximo, inicia seu projeto de doutoramento “A musicalidade generalizada de Pierre Schaeffer e a … Read More

Dito, não dito, com Carlos de Brito e Mello.

Carlos de Brito e Mello nos visitou no dia 15 de maio, e falou do seu percurso como escritor. Autor de O cadáver ri dos seus despojos (Scriptum, 2007) e A passagem tensa dos corpos (Cia. das Letras, 2009), está no processo de encaminhar para a publicação o seu próximo livro. Carlos Trovão partilhou muito generosamente com a gente seu … Read More

Atelier aberto – o palácio às 4h da manhã com Eduardo Jorge

Na quinta-feira Eduardo Jorge nos escreveu: “Assustado, vi aos pés da minha cama uma enorme aranha marrom e peluda. O fio ao qual ela estava pendurada terminava na teia esticada logo acima do travesseiro. “Não, não!”, exclamei, “não poderei suportar a noite toda uma ameaça como esta em cima da minha cabeça, mate-a, mate-a”, e disse isso com toda a … Read More